O que é uma entrevista eficaz?

A Wikipédia define a entrevista como uma ‘discussão entre duas ou mais pessoas durante a qual o entrevistador faz perguntas para obter factos ou declarações do entrevistado” (Wikipédia 2015)

Para a Radios Rurales Internacionales, uma entrevista radiofónica eficaz é uma discussão entre um entrevistador (geralmente um animador ou animador) ou um jornalista e a pessoa entrevistada (um agricultor, um especialista, uma autoridade). Durante esta conversa, o entrevistador pode obter informações, opiniões e os sentimentos da pessoa entrevistada, e que são importantes para o público.

Como é que uma entrevista me pode ajudar a servir melhor o meu público?

  • Os ouvintes adoram ouvir uma discussão entre duas pessoas interessantes.
  • Os membros do público poderão ouvir as vozes de agricultores e agricultoras como eles, e perceber melhor o seu papel como agricultores e cidadãos.
  • Os ouvintes terão notícias.

Como é que a realização de entrevistas eficazes me pode ajudar a ter melhores emissões radiofónicas?

  • A entrevista leva-me a fazer pesquisas mais completas para me preparar para abordar um assunto.
  • A entrevista permite-me ser um bom emissor que compreende e apanha a essência do que a pessoa entrevistada tem a dizer.

Por onde devo começar?

  1. Defina o objectivo da entrevista
  2. Escolha entrevistar quem tenha algo a dizer
  3. Prepare adiantadamente as suas perguntas
  4. Suscite o interesse da pessoa entrevistada
  5. Saiba escutar
  6. Mantenha o controlo da entrevista
  7. Respeite a pessoa entrevistada
  8. Resuma a entrevista se esta for muito longa
  9. Informe-se sobre os três tipos de entrevista que poderá ter de realizar

Detalhes

1. Defina o objectivo da entrevista.

Nem todas as entrevistas têm os mesmos objectivos. Pode interrogar alguém para:
- a fazer partilhar informações importantes
- tomar responsabilidade
- divulgar a vida, o trabalho e personalidade de alguém, ou
- outras razões.

2. Escolha entrevistar quem tenha algo a dizer.

Pode tratar-se de um simples agricultor, um especialista agrícola, ou uma figura da autoridade. Estas pessoas são escolhidas pelo animado ou o realizador para as entrevistas. As pessoa entrevistada deve:

- ter os conhecimentos requeridos, e
- saber comunicar claramente e de maneira interessante.

3. Prepare adiantadamente as suas perguntas.

Para garantir que tem uma entrevista eficaz, deve ter um objectivo preciso. A seguir, precisa de escrever uma lista de perguntas para a entrevista que levem a pessoa entrevista a fornecer as informações necessárias. Por exemplo, se se tratar de um agricultor ou uma agricultora entrevistada sobre uma má colheita, dê primeiro uma introdução que indique aos ouvintes que a Sra Susan Ajorno cultiva milho numa localidade específica, e que as suas colheitas não foram boas este ano. Depois, ponha as questões seguintes:

  • Sra Ajorno, quanto arroz colheu o ano passado?
  • Como compararia essa colheita às colheitas dos cinco últimos anos, ou até anteriores?
  • Quais são as consequências desta situação para a sua família?
  • Onde procura a comida que precisa para a sobrevivência da sua família?
  • Sabe quais são as razões desta diminuição de rendimento?
  • Certos produtores de milho obtêm melhores rendimentos na sua região?
  • Se sim, como é que explica isso?
  • O que é que segundo o agente de divulgação poderá permitir melhorar os seus rendimentos?
  • O que pode fazer para resolver este problema?

4. Suscite o interesse da pessoa entrevistada.

Como entrevistador, deve suscitar o interessa da pessoa interrogada de forma respeitosa, e através de uma série de perguntas e declarações, levar esta última a responder. Por vezes será necessário incentivar as pessoas que não estejam habituadas a falar no ar. Outras vezes deve fazer a pessoa entrevistada à pergunta inicial para que ela lhe possa trazer a respostas que precisa. Mais do que seguir as perguntas que preparou, o/a entrevistador(a) deve prestar atenção ao que a pessoa entrevistada está a dizer, e saber quais os pontos que deve aprofundar.

5. Saiba escutar.

Vários entrevistadores fazem as suas perguntas e não se interessam pela resposta, por estarem já a pensar na pergunta seguinte. Não faça isto. Pode lhe passar ao lado um elemento chave ou uma informação interessante. Assim não poderá aprofundar esse tema.

6. Mantenha o controlo da entrevista.

Uma entrevista não é apenas uma simples discussão durante a qual duas pessoas conversam e podem decidir o assunto ou fazer perguntas. Uma entrevista tem um objectivo, e deve tentar tudo para que este seja alcançado. Tente que a pessoa entrevistada não fuja ao tema discutido, e prepare as perguntas que a vão levar a apro- fundar um assunto, ou de forma geral, em função das suas necessidades. Por vezes, quando questiona uma figura da autoridade ou uma figura política, estes tentaram levar a entrevista a favor deles, mudando o assunto para outro mais vantajoso que estes prefiram. Deixá-los agir dessa forma poderá ser benéfico para eles, mas não para o seu público.

7. Respeite a pessoa entrevistada.

Lembre-se que se não tiver uma pessoa para falar do assun- to, não terá entrevista! Deixe o entrevistado confortável. Mesmo que esta esteja a descrever algo repugnante para um pequeno número de ouvintes, trate-a com respeito. (Assuntos desconfortáveis podem incluir: utilização de insectos para alimentar animais; consumo de certas categorias alimentícias; crítica a funcionários; discussões sobre a mutilação genital feminina, etc.) Não esqueça que terá provavelmente que interromper a pessoa se esta se afastar demasiado do assunto em mão. Se for o caso, traga-a de volta ao tema respeitosa- mente, demonstrando que está apenas a tentar cumprir um objectivo.

8. Resuma a entrevista se esta for muito longa.

Por vezes a pessoa que questiona pode não se exprimir de forma clara, gaguejar ou pode até emitir comentários de ódio. Na medida do possível, grave a entrevista com antecedência, e encurte-a para que esta tenha a duração certa. Tenha cuidado para que a entreviste cortada depois da montagem seja uma descrição justa, exata e equilibrada do que disse o entrevistado ou entrevistada.

9. Informe-se sobre os três tipos de entrevista que poderá ter de realizar.

Durante a sua carreira de emissor ou emissora agrícola, terá de realizar vários tipos de entrevista, mas para melhor servir os agricultores e agricultoras que o seguem, deve dominar pelo menos os tipos de entrevista seguintes:

1) Entrevista de informação:

Este tipo de entrevista serve para recolher e partilhar informações práticas para os agricultores e agricultoras que o ouvem. Por exemplo: se souber que muitos dos seus ouvintes estão a fabricar adubo de maneira errada, pode encontrar alguém para entrevistar sobre a maneira mais correta de fabricar adubo. Deve ser alguém com os conhecimentos certos e facilidade em comunicar. Pode ser por exemplo, um agente de divulgação ou um agricultor ou agricultora qualificada. Se possível, o ideal seria realizar uma entrevista inicial com essa pessoa, ou seja: ques- tioná-la antes de gravar a entrevista ou de passar para a antena, para assegurar-se de que esta conhece mesmo o assunto em mão e que sabe comunicar de maneira clara e interessante. Durante a entrevista, deve fazer perguntas que a levem a ceder informações de uma forma lógica que seja fácil de acompanhar para o seu público. De vez em quando, pode marcar uma pausa para pedir um detalhe extra, ou fazer a ligação entre duas ideias. No final será útil resumir as informações fornecidas.

2) Entrevista com atores do mundo agrícola:

As emissões agrícolas dizem respeito sobretudo a agricultores, homens e mulheres, e à maneira como tratam problemas ligados à agricultura. Os ouvintes gostam de saber como outros ouvintes conseguem ultrapassar os mesmos obstáculos que eles enfrentam: como lidam com solos cansa- dos, como protegem as suas colheitas contra as bactérias, como conseguem alimentar as suas famílias melhor que o ano anterior. Neste tipo de entrevista, a sua tarefa prin- cipal é encorajar o agricultor ou agricultora pouco experiente em entrevistas. Antes de começar a entrevista, seja ela em direto ou gravada, ponha a pessoa entrevistada à vontade explicando-lhe como a entrevista se vai passar, assegure-a que está lá para a ajudar, e comunique pequenos factos sobre si que a ajudarão a vê-lo como um amigo (por exemplo, conte-lhe que a sua mão tem o mesmo problema no seu jardim, ou que vem da aldeia vizinha do entrevistado). Ao partilhar informações pessoais, o seu obje- tivo é estabelecer uma relação pessoal facilmente, permitindo à pessoa entrevistada relaxar. Não exagere divulgando demasiadas informações pessoais. Partilhe infor- mações simples e verídicas, isto sem tentar manipular a pessoa entrevistada. Durante a entrevista, devem incentivar os agricultores e agricultoras a revelar tudo o que sabem sobre o tema da entrevista. Deve pôr perguntas “abertas” que suscitem respostas longas. Deve fazer sugestões para mostrar ao entrevistado assuntos para falar de seguida. Deve também explicar os termos que acha que o público não vai entender. O objectivo da entrevista agrícola é ajudar o seu público, composto de agricultores e agricultoras, a perceber que não são os únicos a passar por dificuldades, a procurar soluções, frustrados com a mesma lentidão do governo, etc. Para mais informações, consulte o guia prático para a radiodivulgação da RRI “Como levar os agricultores a falar de assuntos irático para a radiodivulgação da RRI “Como levar os agricultores a falar de assuntos importantes” aqui.

3) A entrevista para colocar responsabilidades:

Trata-se da entrevista mais difícil de realizar. Este tipo de entrevista apresenta as reclamações dos agricultores e agricul- toras que o seguem a uma figura de autoridade responsável pela resolução de um problema, e incentivar a dita figura de autoridade a ceder explicações e justificações sobre as medidas postas em prática contra essas reclamações. É indispensável que se prepare para esta entrevista. Deve ter argumentos sólidos que justifiquem as queixas (por exemplo: nada foi feito para o arranjo das estradas de que devia ter começada há quatro meses), e encontrar um funcionário que tenha responsabilidade e autoridade. Durante a entrevista, tenha atenção a que o funcionário não fuja ao assunto ou desvie a conversa para assuntos que o deixem mais confortável. Pode também ter que insistir colocando perguntas de controlo para elucidar a forma de como as queixas foram realmente recebidas. Para mais informações, consulte o guia prático para a radiodivul- gação da RRI “Exigir que os dirigentes tomem responsabilidades” aqui.

Outros pontos sobre a realização de uma entrevista eficaz

Comece com simplicidade. Se se tratar dos seus primeiros passos no que toca à realização de entrevistas, comece com entrevistas simples que impliquem pessoas que se sentem à vontade consigo e vice-versa, e fale de assuntos que não sejam polémicos.

À medida que for adquirindo mais experiência, saia da sua zona de conforto e lance-se em assuntos que vão suscitar mais emoção nas pessoas, que podem ser-lhes hostis, e aborde assuntos mais sensíveis. Oiça a sua entrevista depois de a realizar. Tire conclusões da sua experiência.

Faça publicidade! Pode ser que só tenha gravado uma entrevista que lhe seja de agrado. Mas esta nunca terá sucesso a menos que seja ouvida. Nos dias antes da sua divulgação, faça publicidade à entrevista e à emissão. Faça passar um excerto curto e interessante da entrevista para aliciar a curiosidade dos ouvintes.

O factor do género: Em várias culturas rurais, as mulheres, mesmo quando atrizes chave da agricultura, são muito menos solicitadas para entrevista que os homens. Há razões para isto. As mulheres têm menos tempo para entrevistar. As mulheres têm menos acesso a telemóveis para realizar entrevistas. Muitas mulheres vivem no seio de uma cultura que as dissuade a falar e a dizer o que pensam. No entanto, as mul- heres têm um papel tão importante no futuro da agricultura familiar que os homens. É um dever e um desafio para si encontrar e entrevistar mulheres. Para mais infor- mações, consulte o guia prático para a radiodivulgação da RRI "Como bem servir as suas agricultoras" aqui.

Onde posso encontrar mais informações sobre a realização de entrevistas eficazes?

Definições

Uma entrevista radiofónica eficaz é uma discussão entre um entrevistador (geralmente um animador) e a pessoa entrevistada (um agricultor, um especialista, uma autoridade), durante a qual o entrevistador pode recolher informações, opinião e sentimentos da pessoa entrevistada que são importantes que o público oiça.

Género : Entende-se por ‘género’ os papéis e responsabilidades incumbidos pela sociedade aos homens e às mulheres, assim como os comportamentos e atitudes que se devem esperar. Por exemplo: na maior parta dos países do mundo, as mulheres tratam de mais tarefas casei- ras que os homens. No entanto, não deve ser confundido com “sexo” que de se trata das "características universais e biológicas que diferenciam homens de mulheres,"
de uma característica com a qual se nasce. Contrariamente ao sexo, a noção de género muda com o tempo, e de uma cultura para outra.

As questões abertas são perguntas às quais não se pode responder apenas ‘sim’ ou ‘não’, ou por uma informação simples. Estas perguntas permitem à pessoa entrevistada fornecer infor- mações que ela julgue mais apropriados. As questões abertas são muitas vezes formuladas por uma declaração que exige resposta. Como por exemplo:

  • Quais são os objectivos do ministério ao lançar este projeto?
  • Como antecipa a execução do projeto no futuro?
  • Fale-me das origens do projeto.
  • Porque é que escolheu este projeto face aos outros que lhe foram apresentados?

Redação: Doug Ward, com a contribuição de Caroline Montpetit, Sylvie Harrison, e Vijay Cuddeford

Projeto realizado com o apoio financeiro do governo do Canada por meio dos Negócios Mundiais Canada.

Translated with funding from USAID.
USAID Washington Development objective: to support the New Alliance ICT Extension Challenge Fund through the implementation of affordable, scalable, and diverse ICT extension services.
AID-OAA-A-16-00003